Espiritualidade

UM CORAÇÃO COM CANETA E PAPEL

  • Autor(es): AZEVEDO DA SILVA Rômulo ;
  • Ano: 2013
  • ISBN: 978-85-61837-87-7
  • Edição: I Edição
  • Páginas: 136
R$ 14,90

Sinopse

O livro ?Um coração com caneta e papel? é o resultado de muitos momentos vividos e dialogados. O que me levou a escrevê-lo? Primeiro o incentivo dos amigos, depois o desejo de partilhar com os meus irmãos e futuros leitores algo um pouco diferente. O que estamos vendo em muitas literaturas de hoje é maravilhoso! Segredos, respostas, dicas, conselhos, ajudas espirituais e psicológicas de grandes mestres e especialistas, tanto da espiritualidade quanto das áreas científicas que ajudam o ser humano a se conhecer e permanecer de pé. Louvado seja Deus por todos!
Chamo atenção para algo diferente neste livro. Nele, partilho o coração de um homem simples, sem a pretensão de dar respostas prontas e sem querer apresentar propostas ou resolver dilemas. Sem querer ser grande e sem medo de se mostrar, sem palavras complicadas, mas com o sabor de um atencioso olhar. Sonhos e desilusões. Partes de uma vida, como assim foi e é a vida de muitos homens e mulheres que buscaram Deus, encontraram o amor, cresceram e partiram no escondimento. Minhas palavras são, em muito, as palavras deles. No meio de tantos grandes mestres, líderes religiosos e facilitadores extraordinários, coloco-me como um pequeno que apenas se mostra, na sua fraqueza e na beleza que vem do próprio Deus no espetáculo da vida.
O livro compreende duas partes. Na primeira parte, apresento-me expondo minha jornada, falando de mim, das motivações que me levaram a organizar um pouco do que já tinha escrito em tantos momentos de alegria, de dor e de esperança. Nos capítulos um, dois e três dou a conhecer meus escritos, poemas e meditações que nasceram na felicidade, na contemplação da vida e em tantos outros momentos. Os temas aqui suscitados querem e pintam a alma de uma pessoa comum experimentando estas dimensões e realidades humanas e de seus relacionamentos.
Na segunda parte continuo a minha conversa percorrendo os mesmos temas, não querendo explicar os poemas, é evidente, mas mergulhando-os no encontro que os gerou: a Palavra de Deus. É a partir da Palavra que vou, discorrendo o que minh?alma acredita e já aprendeu. No capítulo primeiro: Felicidade, um constante encontro, um simples viver. No segundo retomo o caminho da dor como um mistério e um ministério; nada se perde quando acreditamos que Deus caminha conosco e tudo transforma em vitória em Jesus Cristo. E no terceiro capítulo, desejo afirmar o amor e a amizade como uma construção do dia a dia.
Por crer que tudo é parte do projeto do Senhor para nossa Salvação, finalizo com uma oração, louvado e agradecendo a Deus por tudo de bom que Ele tem nos concedido. Deus nos conduza sempre.

Mais Itens